28/08/12

...

carlos nunez
... agora entendes? ouves talvez as tão tranquilas palavras, arrastadas pela tarde, e o teu corpo, quase adormecido, estremece...