16/07/12

...

carlos nunez
(... o teu perfume preso à minha tarde é um lento veneno... nos dias sem ninguém...)